Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Dicas certeiras para um follow-up com excelentes resultados

Realizar o follow-up é uma das atividades do assessor de imprensa que pode potencializar bastante o resultado dos trabalhos. Porém, antes de arregaçar as mangas e começar a fazer contato com jornalistas, colunistas e blogueiros é importante atentar-se para as dicas a seguir: 

Conheça quem você vai fazer contato – É fundamental saber exatamente a editoria em que a pessoa atua, se é um colunista ou um jornalista, qual o melhor horário para fazer o contato e se deseja receber ligação para reforçar o material que enviou. Uma dica é anotar no seu mailing para ter sempre essa informação à mão – veja aqui mais dicas sobre mailing. 

Conheça o seu assunto da pauta – Esteja preparado com respostas na ponta da língua para as possíveis perguntas do jornalista. Caso ele faça alguma pergunta que você não tenha a informação diga que vai buscar e retorne o contato o mais rápido possível. 

Baixe o E-book Gratuito - Como mensurar o trabalho da assessoria de imprensa

Saiba o horário de ligar - Essa informação também precisa estar no seu mailing. Não adianta ligar fora do horário em que o colunista está no jornal, ou tampouco fazer a ligação no fechamento da edição ou programa. Também não ligue fora do horário, a não ser que seja um material exclusivo e urgente. 

Saiba exatamente o que foi enviado ao prospect - Não cometa a falha de dizer que enviou fotos se não enviou. Verifique o conteúdo que foi enviado, veja a data que fez o envio, tenha essas informações bem próximas para não ter que dizer apenas que “enviou semana passada”, seja preciso dando informações corretas e economizando o tempo da pessoa, que é cada vez mais escasso.

Seja rápido e eficiente - Não perca tempo com abobrinhas, a não ser que o jornalista lhe questione sobre a pauta ou que o contato já seja seu amigo e queira bater um papo para estreitar a relação, mas só se ele der abertura, ok? 

Não queime o seu filme - Se perceber que seu contato não está agradando, melhor encerrar a conversa e não insistir na pauta. Se não convenceu o jornalista, o editor também não será convencido. 

Faça uso de um sistema de gestão - Confiar apenas na cabeça e nas anotações do papel é bem arriscado, pois corremos o risco de confundir os contatos e os retornos que nos passaram. Com um sistema de gestão como o SigeCom é possível fazer a anotação correta sobre o contato que foi feito e ainda há a possibilidade de programar alertas caso necessite retornar em um dia específico. Isso ajuda na organização das suas atividades.