Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Como jornalistas estão “ressuscitando” conteúdo de outras mídias nas redes sociais

Entre as diversas utilidades das mídias sociais no jornalismo, o pessoal do Poynter trouxe mais uma ideia: republicar velho conteúdo de outras mídias. E para ilustrar, listaram cinco exemplos e dicas colocadas em prática por grandes veículos, que você confere abaixo. 

Exemplos de velho conteúdo republicado nas mídia sociais 

Linha do tempo do Facebook para organizar uma cobertura contínua

O Wall Street Journal criou uma fanpage específica para cobrir a jornada do Facebook na Bolsa de Valores com sua IPO. A solução evita que a página principal do jornal na rede seja sobrecarregada com esse conteúdo, além de oferecer as informações organizadas em sequência cronológica com a linha do tempo. A página traz informações sobre o Facebook desde 2004 até suas notícias mais recentes, que são postadas via feed automático do portal. 

Conte sua história nos Painéis do Pinterest e Linha do Tempo do Facebook

Os “boards” ou “painéis” do Pinterest são usados pelo Wall Street Journal para exibir, entre outras coisas, capas da edição impressa do jornal, o que inclui sua primeira edição, publicada em 8 de julho de 1889. A rádio WNYC usa as milestones do Facebook para destacar em sua linha do tempo marcos importantes na história da emissora, como seu quinto aniversário, em 1929. 

Perfis no Twitter para figuras históricas

Morto em 1947, Fiorello La Guardia, ex-prefeito de Nova York, tem uma conta no Twitter. O quê? Isso mesmo! Gerenciado pela rádio WNYC, o perfil traz gravações dos áudios que o líder transmitiu durante a Segunda Guerra Mundial por meio da rádio. A mesma estação mantém outro perfil, o @WNYCarchives, cujo propósito é semelhante ao do “prefeito”, mas com abordagem mais geral do arquivo da emissora. 

Arquivos fotográficos no Tumblr

Fotos antigas, por si só, impressionam. Quando são devidamente contextualizadas, a imersão na história fica ainda mais gostosa. Ciente disso, o New York Times criou um blog no Tumblr onde publica fotografias do seu arquivo. O blog Lively Morgue traz, além da fotografia, legenda, data e nome do fotógrafo, e esporadicamente links para outras informações no arquivo do jornal. 

Velhas fotos em novos formatos no Facebook e Tumblr

A Vanity Fair publica fotos antigas com links para conteúdo relacionado – atual ou antigo, gerando mais tráfego e audiência online para a revista. A Poynter exemplificou com post de uma fotografia da Angelina Jolie com seu filho Maddox contendo link para uma galeria de fotos de mães que já ganharam Oscar.

Não contente com as ações no Facebook, a Vanity Fair utiliza a hashtag #VFvintage no Instagram para postar imagens retrô, que também são publicadas no Tumblr da revista. 

Esses são exemplos criativos de apropriação de veículos jornalísticos das mídias sociais. O post da Poynter, em inglês tem entrevistas e mais detalhes sobre os exemplos citados. Fique à vontade para pesquisar.

Fonte: Coluna Digital