Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Como o Twitter mudou o jeito das empresas lidarem com os consumidores

No dia 21 de março de 2006, uma empresa mudou o mundo com apenas 140 caracteres: o Twitter, fundado pelo quarteto Jack Dorsey, Evan Williams, Biz Stone and Noah Glass, lançou uma rede social que em alguns anos passou de um diário sucinto dos seus usuários para uma forte arma de reivindicação e um ótimo canal de comunicação.

Segundo a própria rede social, que agora também faz sucesso na bolsa de valores americana, são 241 milhões de usuários ativos e mais de 500 milhões de tuítes por dia. Depois da compra da ferramenta Vine, são também 40 milhões de usuários ativos fazendo vídeos curtos. Esse crescimento fez dessa rede um lugar em que muitas empresas precisavam estar e, com isso, muitas marcas também viraram usuárias assíduas, seja para se proteger do poder de amplificação do Twitter ou usá-lo ao seu favor.

No aniversário de oito anos da rede social, não custa lembrar de que forma ele mudou como sua empresa se relaciona com seus clientes. Pare e reflita se você já está fazendo isso – no Twitter ou em outros canais. Senão, você está oito anos atrasado.

1. Concisão

O primeiro ensinamento óbvio veio com os curtos 140 caracteres. O que parecia um absurdo virou um desafio para que as empresas se tornassem concisas em suas mensagens e ainda assim transmitissem o que queriam dizer.

2. Criatividade

As mensagens curtas também fizeram as empresas se virarem para cativar os consumidores. Em um espaço tão pequeno, elas precisaram ser criativas e inovadoras no marketing, algo esquecido por muitas companhias.

3. O consumidor tem o poder

Com a popularidade crescente do Twitter, os usuários conseguiram poder suficiente para fazer com que as empresas escutassem melhor suas necessidades. Entre berros e gritos – e com a ajuda do alto teor de viralização dos tuítes – consumidores de todo o mundo mostraram que uma marca não se faz sozinha.

4. Rapidez no atendimento

Quem tem Twitter tem pressa! Com o poder recém-adquirido, os usuários não queriam saber de esperar: reclamação feita precisa ser atendida. Isso fez com que empresas melhorassem algo que antes parecia ser um mero favor, o SAC.

Fonte: Revista PEGN