Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Porque usar o cálculo de centimetragem

Medir o resultado e o retorno que o trabalho da assessoria de imprensa traz para a imagem do cliente nem sempre é uma tarefa fácil. As notas e matérias publicadas em espaços editoriais do jornal têm o poder de influenciar a opinião das pessoas, principalmente porque trazem consigo a credibilidade daquele veículo jornalístico. O leitor toma a informação como importante e valoriza a marca da empresa citada sempre que possui uma relação de confiança com o jornal. 

Isso acontece porque o espaço editorial, diferente dos anúncios, não é comercializado e, para aparecer de forma positiva em uma reportagem ou em artigos ou notas, é preciso ter relevância jornalística. As chances aumentam quando se conta com a influência de um bom assessor de imprensa que consegue reforçar o destaque da pauta em meio a tantas sugestões recebidas diariamente pelos editores e colunistas. 

Mas e depois de publicada, como mensurar para o cliente o valor daquela emplacada fantástica? O cálculo de centimetragem é a opção mais utilizada pelas agências. Por ele se compara o espaço alcançado no jornal com o preço de anúncios veiculados nas páginas comerciais. O veículo disponibiliza uma tabela de custos para diferentes editorias e o cálculo é feito ao se multiplicar a quantidade de colunas pela altura em centímetros da matéria impressa. 

O resultado alcançado não é um preço fiel daquele espaço, pois o conteúdo editorial tem um valor subjetivo muito superior ao da publicidade, o que o torna incalculável por métodos práticos. 

Mesmo não trazendo a mensuração real, a escolha pela centimetragem é uma forma de sinalizar para o cliente o retorno do investimento em assessoria de imprensa em termos quantitativos - os números e parâmetros que tanto dão segurança a muitos empresários. Eles conseguem perceber que, se fossem comprar um espaço publicitário naquele veículo, precisariam pagar um valor extremamente superior ao fee da agência e, ainda assim, não alcançariam a mesma repercussão entre os leitores.  

Antigamente os assessores tinham uma certa resistência a esse método porque o cálculo precisava ser feito manualmente, com régua para medir cada centímetro da matéria e calculadora para para chegar a resultados cheios de casas decimais. Hoje, com ferramentas como o Sigecom, o trabalho é bem mais fácil. 

O sistema, planejado para atender às necessidades das agências de comunicação, já traz a opção de cálculo automático a partir do lançamento de valores pré-determinados pelos veículos. Como resultado, o programa pode gerar um relatório de clipagem em conjunto com o cálculo de centimetragem e apresentar ao cliente uma noção mais palpável dos retornos  conquistados.

Clique aqui e confira mais artigos sobre clipagem.