Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Quando o celular substitui a câmera, o fax, o gravador e o editor

Passou o tempo em que um jornalista precisava carregar consigo um notebook, gravador digital e uma câmera. Hoje, com o avanço da tecnologia, apenas um celular com 3G basta.

O modo de fazer jornalismo evoluiu. Os celulares, que estão ficando cada vez mais rápidos e com uma qualidade alta, se tornaram os melhores amigos dos jornalistas. Além disso, com aplicativos dinâmicos, o profissional grava e edita instantaneamente, sendo possível enviar a notícia mais rápido.

Por isso que, por conta da mudança na indústria de notícias, as equipes de jornalismo estão ficando cada vez menores e as redes sociais cada vez mais utilizadas para publicação de notícias rápidas.

Leitura Recomendada: Como era fazer assessoria há 20 anos?

A facilidade permite que qualquer pessoa que esteja com um celular e mídias sociais, possa publicar um acontecimento e compartilhar de forma tão rápida e avassaladora, que torna-se possível ultrapassar as mídias tradicionais.

Por mais que qualquer pessoa possa publicar notícias, o conteúdo, na maioria das vezes, é raso. É por isso que jornalistas precisam adequar-se a essa nova tendência, pois as postagens precisam da sensibilidade, valores do jornalismo, contexto e principalmente senso de justiça de um profissional. Seja através de um smartphone ou de uma filmadora.

E você? É adepto ao celular como ferramenta para jornalistas?

Material Rico: Glossário do Assessor de Imprensa