Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Dicas para quem está iniciando na área de assessoria

Ao começar em um emprego ou estágio na área de assessoria, o estudante de Jornalismo ou Relações Públicas, muitas vezes sente que não está totalmente preparado para exercer aquela função. Por melhores que sejam os cursos e faculdades do país, relacionar a teoria aprendida em sala de aula com a prática do dia a dia de uma agência de assessoria nem sempre é tão simples.

O medo de não conseguir realizar uma tarefa ou não saber o que escrever quando seu chefe pede para você fazer um release é natural, por isso lembre-se: você ainda está aprendendo e não tenha vergonha de pedir ajuda. Ninguém irá lhe julgar por isso, afinal de contas, todos precisam começar de algum lugar para ter excelência e reconhecimento no seu trabalho.

Para te ajudar um pouco mais nessa área, preparamos algumas dicas:

Como faço um bom release? Para fazer um bom release, lembre-se de fazer jornalismo. Responder as perguntas base “o que?”, “quando?”, “onde?”, “como?” e “por quê?” é a melhor maneira para estruturar o seu texto. Ele deve conter as informações básicas sobre o assunto que você quer tratar, para que o jornalista possa saber se aquela pauta interessa ou não para ele.

Como os jornalistas recebem diariamente inúmeros contatos de assessores enviando esse tipo de texto, procure enviar um release somente quando necessário e para áreas específicas de interesse.

Leitura recomendada: Por que é tão importante segmentar o mailing?

Mesmo sendo um tipo de material que, muitas vezes precise ser sucinto e informativo, o release pode ser escrito de diversas maneiras. É interessante que o assessor saiba adaptar o seu texto ao tipo de mídia, veículo ou jornalista para onde o release será enviado.

Como posso saber se o jornalista vai utilizar o que eu enviei? O follow up é uma prática utilizada na assessoria para fazer esse “acompanhamento” do material encaminhado à imprensa. Todas as agências possuem seu mailing – que pode ser comprado ou produzido internamente – e é a partir dele que você realizará o follow. O mailing contém as informações básicas de contato dos jornalistas ou veículos para os quais você enviou uma pauta ou release e é com elas que você realizará esse acompanhamento.

Uma das vantagens de realizar o follow up é poder começar a criar uma rede de contatos (networkings), o que pode ser muito útil para o seu futuro profissional.

Meu texto foi divulgado. E agora? Outra atividade bastante comum nas agências de assessoria é a clipagem. Ela consiste em realizar a busca/acompanhamento de todo o material publicado na imprensa sobre o cliente. Se um release ou pauta que você enviou foi aceito, você conseguiu uma emplacada! Esse material é importante tanto para a empresa quanto para o seu portfólio, cuide bem dele!

Sinto que já tenho experiência na área e quero abrir a minha própria agência. Como faço? Muitas pessoas possuem essa vontade de ter uma empresa própria e isso é muito bom! Porém, na área da comunicação, essa aptidão é pouco explorada, o que faz com que a maioria delas acabe desistindo de seus planos, antes mesmo de ter iniciado.

Ter experiência na área, claro, é fundamental, além disso, existem questões burocráticas e de espaço que podem acabar fazendo com que o empreendedor tenha algumas dificuldades, afinal, são pontos que acabam não sendo da área dele. Pensando nisso, o SigeCom preparou um material exclusivo para quem deseja abrir a sua agência de assessoria de imprensa.

Com o e-book “Como começar uma agência de assessoria de imprensa?”, você terá dicas sobre os primeiros passos para abrir uma empresa, de como encontrar o seu espaço no mercado e para aprender a lidar com as finanças. Baixe agora o nosso material.