Floating FB popout byInfofru

For more plugins visitReviewresults

SigeCom

Sistema de Gestão para Assessoria de Imprensa e Comunicação

Clipagem: quando menos é mais

Um relatório mensal recheado de clipagens sempre enche os olhos do cliente e comprova o bom trabalho realizado pela assessoria de imprensa, certo? Nem sempre!

Atualmente já existem ferramentas no mercado que prometem disparar releases de forma automática e alcançar centenas de veículos que publicam textos na íntegra e geram um grande número de clipagens. À primeira vista parece uma máquina dos sonhos para qualquer empresário que deseja promover seu negócio de forma rápida e com baixo custo. Mas quando a esmola é demais, o santo desconfia.

A assessoria de imprensa sempre foi uma atividade de persuasão, conquista, relacionamento e, ainda assim, sem resultados garantidos. Ao trabalhar com espaços editoriais dos veículos jornalísticos, o assessor precisa encontrar o melhor formato para encaixar suas pautas como publicação espontânea, sem negociações comerciais.  Muitas vezes, o trabalho exaustivo de emplacar uma notícia termina sem resultado prático, o que desanima o cliente ao ver um relatório esvaziado no fim do mês.

Isso não significa que todo o caminho percorrido foi em vão. O contato, o reforço da pauta e todo o empenho em tornar o assunto conhecido do público servem como um passo importante no fortalecimento dos laços com a imprensa, por mais que a matéria não tenha sido publicada.

Claro que o cliente quer ver o retorno e essa pressão faz com que as equipes de assessoria de imprensa busquem opções para acelerar o processo. Nada mais fácil do que enviar o mesmo e-mail para o maior número possível de jornalistas e esperar o que vai render no dia seguinte. Geralmente salpicam clipagens em sites e jornais de baixa repercussão, ávidos por conteúdo, mas sem um público qualificado ou segmentado de acordo com a estratégia de divulgação do cliente.

O número de publicações conquistadas por meio de disparos diretos, seja por uma ferramenta automatizada ou pelo trabalho do assessor que copiou e colou contatos do mailing, pode ser útil para uma mensuração quantitativa, pois dá volume ao relatório, mas não conta como um resultado qualitativo fruto de um bom trabalho de relacionamento com a imprensa.

O verdadeiro retorno em termos de exposição de marca e divulgação de um produto, serviço ou de uma ideia do assessorado é mais efetivamente alcançado com ações que envolvam dedicação e disposição para conquistar espaços que realmente estejam alinhados com os objetivos e o público-alvo do cliente. Assim, uma boa entrevista em uma coluna de grande repercussão ou uma matéria consistente em uma revista especializada pode valer muito mais do que dezenas de notinhas em veículos pouco acessados ou que não atinjam a audiência desejada. 

Conseguir o espaço ideal pode levar tempo, mas quando o retorno começar a aparecer, o cliente entende que o número de clipagens não é tão significativo quanto o sucesso de uma emplacada bem direcionada. 

Clique aqui e veja mais algumas dicas que preparamos sobre clipagem.